Verdades reveladas e outras,escancaradamente omitidas

Aos poucos algumas verdades começam a ser reveladas.

Ainda a conta-gotas,sem dúvida,mas já aparecem após mais de duas semanas de circo da regata, que descobriu-se não se tratar exatamente da “fórmula 1 dos mares”, por haver uma outra ainda maior e mais antiga.

Agora começam a surgir todas aquela mazelas e encrencas que foram acobertadas pela grande lona do circo da VOR.

A primeira e gravíssima, é a da compra sem licitação dos “Faróis do Faraó Jandir”, pela bagatela de UM MILHÃO DE REAIS.

Quantas creches poderiam ser construídas ou ao menos criadas para atender as milhares de crianças sem vagas em creche em nossa Itajaí, com este dinheiro gasto com semáforos, que dizem várias testemunhas, estão a funcionar com problemas?

Nada contra a modernidade. Mas haveria mesmo a necessidade de faróis assim tão caros? Não há outros no mercado tão eficientes e mais baratos? Eles não haviam sido emprestados? Como que agora sem mais nem menos serão (ou já foram?) pagos  com dispensa de licitação pública? É algum negócio da China, mais precisamente da Bahia, pois a empresa é deste estado? Perguntas que o Ministério Público quem sabe faça ao ordenador primário desta despesa milionária, o prefeito Jandir, o que só ri.

Abaixo publico duas notas da coluna do JC no Diarinho, de uma das edições desta semana.

Antes porém,por falar em JC e Diarinho, até o momento o jornal continua desconhecendo olimpicamente o Inquérito Judicial que está sendo promovido pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina contra o juiz da anulada (por ter sido baseada em provas ilícitas) “operação influenza”, que influenciou sim, no resultado eleitoral do pleito municipal de 2008, dando a vitória a Jandir Bellini e seu grupo, que ansioso por cada vez mais poder,pretende se perpetuar no governo municipal.

Leia aqui sobre o Inquérito contra o juiz.

Somente o Diário da Cidade publicou em sua edição deste fim de semana, manchete principal de capa e matéria.

Leia aqui a matéria do DdC, em sua página 5.

Bem, seguem as notas do colunista JC:

 Tá russo!

Que coisa feia! Olha, fiquei de cara com aquela história da pintura no mercado velho. Passaram o pincel por cima de portas podres, comidas pelo cupim, só pra dizer que tavam simbolicamente pintando a cidade. Tudo bem. Agora, vão dizer que abriram por conta da Volvo Ocean Race e que fecharam pra reforma completa e cosa & losa. Ontem, não tinha uma viva alma, trabalhando lá… Bizolha fotos no Blog do JC.

Ô, raça!
Agora, é de pirar se ficar daquele jeito. Vão deixar aquelas portas podres pintadas? Aquilo tinha que mandar fazer novas, com as mesmas características. E não deixar do jeito que está: uma nojera! O pior é que já estou imaginando o que vão fazer com os portões de ferro, que tão carcomidos de ferrugem. Pintar por cima. Igual fizeram com as portas. E o pior, só as portas da frente. As de trás, nem pra pintar… Pelamordedeus!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s