Conheça a verdadeira regata considerada a “fórmula 1 dos mares”

Durante os últimos meses, os itajaienses estão sendo bombardeados por um arsenal  de publicidade e propaganda nas TVs, Rádios, Jornais e internet divulgando a regata da Volvo Ocean Race, como o supra-sumo das regatas mundiais.

Um dos primeiros argumentos em defesa deste evento – que inegavelmente tem seus aspectos interessantes – organizado com dinheiro público, meu , seu, nosso, enfim, dos cidadãos de Itajaí e de toda Santa Catarina, na ordem de MILHÕES DE REAIS, que ouvi de seus organizadores, mais precisamente do “voluntário” Amilcar Gazaniga (ex-tudo…) foi que se trataria da Fórmula 1 dos mares.

Isto foi e ainda é repetido “ad nauseam” pelo voluntário citado, pelo filho do Kaiser, o ilhéu, Paulinho Bornhausen e pelo próprio prefeito Jandir Bellini, reverberado por praticamente todos os colunistas, jornalistas, âncoras de programas de TV e rádio da cidade, como uma verdade absoluta.

Hoje me deparei com esta matéria do portal IG e fiquei intrigado.

Afinal, quem esta mentindo, a reportagem do IG, quando informa que o “America’s Cup, é a mais antiga e importante corrida de vela oceânica do mundo, iniciada em 1851″ ou os acima citados organizadores da VOR?

Nem há necessidade, creio, de destacar que esta regata, ao contrário do que foi divulgado e ainda é, não recebeu e não recebe a menor cobertura da mídia nacional, muito menos da internacional.

Observem o título da matéria do IG abaixo, com o destaque em vermelho que fiz.

DO PORTAL IG

Por dentro da Fórmula 1 da vela oceânica em Veneza

Foto: Divulgação

Hóspedes de hotel Cipriani, em Veneza, poderão sentir a emoção de participar da maior regata oceânica do mundo, a bordo

O maior desafio de um iatista é participar da America’s Cup, a mais antiga e importante corrida de vela oceânica do mundo, iniciada em 1851.

Pois entre os dias 15 e 20 de maio, 15 privilegiados hóspedes do hotel Cipriani, em Veneza, poderão sentir essa emoção de perto.

Dois dos barcos competidores abrirão espaço para iniciantes dispostos a investir 786 euros (R$ 1.887) por pessoa – casais têm desconto – para ver de perto a estrutura e a adrenalina da regata.

Os interessados embarcarão nos superveleiros Maxi Farr80 – de 24,5 m de comprimento cada – no píer privado do hotel, em frente ao restaurante Cip’s, e de lá partirão para uma aventura pelos grandes canais.


Foto: Divulgação

Os 15 hóspedes privilegiados poderão velejar ao lado de campeões, enquanto desfrutam de mordomias

 

 

Os profissionais a bordo darão uma rápida aula de iatismo aos interessados, tirarão dúvida e, depois, bastará relaxar e sentir a brisa do mar batendo no rosto, enquanto se sorve taças de champanhe e deleita-se com a linda paisagem veneziana.

Reservas antecipadas são obrigatórias.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Conheça a verdadeira regata considerada a “fórmula 1 dos mares”

  1. Pingback: Blog do Gerd Klotz

  2. Caro Gerd,

    Que a VOR não é a Fórmula 1 dos mares eu sabia faz tempo. Essa história é da carochinha. Mas também não podemos entrar no raivismo que já derrotou o PT em Itajaí. O fato é, para colocarmos a discussão no devido lugar. A Volvo Ocean Race é a maior regata de volta ao mundo. Nos primeiros anos ela já teve 17 embarcações. Hoje o evento mudou e os barcos são caríssimos, por isso, temos menos barcos participando. Existem outras regatas importantes, mas o fato é que a imprensa nacional não está fazendo uma cobertura grande do evento, pelo simples fato, do evento ter pouco apelo publicitário e não ter um barco brasileiro ou nomes consagrados como Torben e Lars Grael. Se o evento fosse Fiat Ocean Race, todas as redes nacionais de tv estariam cobrindo, porque Fiat vende muito e Volvo é para poucos. Simples relação de demanda e consumo.
    A regata é um evento importante para Itajaí. É considerado um dos grandes eventos esportivos mundiais e se o PT começar a sovar o evento, pode escrever ai, a VOR vai ser o Real do Lula em 1994. O evento tem sua importância, deve ser mantido na cidade. Apenas temos que ter em mente que nesse primeiro momento, a VOR ainda não rendeu dinheiro para o mercado local.

    Abraços.

  3. Pingback: A regatinha da mentira… « Guidorezende Blog

  4. Pingback: A verdadeira Fórmula 1 dos mares… « O Menino que não Machuca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s