Dois momentos do (des) governo Jandir Bellini…

DO DIARINHO

PEGA A FOICE

Criançada de creche do bairro Cordeiros brinca todos os dias no meio do mato alto

 

04/02/2011 – 00:00 – Atualizado em 04/02/2011 – 05:18

Tem pai que está com medo de mandar seus pequerruchos pra creche municipal Neusa Reis Cesário Pereira, que fica na região do brejo, no bairro Cordeiros, em Itajaí. É o que o pátio da escolinha não foi roçado este ano e o mato tomou conta do lugar. Graças ao relaxamento, a criançada é obrigada a brincar no meio do capim alto.
O reclamo foi feito ao DIARINHO pelo pedreiro Carlos Renato Amaral, 40 anos, e pelo artista plástico Jailton Francisco, 40, que moram ao lado da escolinha. Os vizinhos dizem que há meses o pátio não vê uma roçada e isso tem feito com que a bicharada se prolifere por lá. “Além do mato, tá cheio de caramujo africano e aranhas por lá. É um perigo para as crianças”, debulha Carlos. “Já vi esse muro aí minado de caramujos africanos”, afirma Jailton, apontando pra creche onde um de seus filhos estuda.
Desde 4 de janeiro, a Neusa Reis recebe alunos de várias partes do bairro Cordeiros, o mais populoso da cidade. São aproximadamente 300 pimpolhos que todo santo dia brincam no meio do mato alto no pátio da escolinha.

Secretário desmente diretora
Rosana de Oliveira, 40, diretora da escola, jura de mãozinhas postas que o mato foi cortado no comecinho de janeiro. “Foi roçado bem no início do ano, mas choveu muito e já cresceu”, alega.
A versão da diretora é desmentida pelo secretário José Roberto Provesi, da Educação. O abobrão(FUNCIONÁRIO PÚBLICO COM CARGO DE CHEFIA, CARGO COMISSIONADO – ) admite que a limpeza da creche ainda não foi feita este ano. “Estamos aguardando que a empresa vencedora da licitação assine o contrato, e assim que esta parte for feita daremos início à limpeza do local”, diz.

Já deu caramujo africano
A diretora confirma que já pintou caramujo africano por lá. Mas o problema teria sido resolvido. “Nós dedetizamos todo o terreno no começo do ano”, afirma, mostrando a papelada da empresa que fez o serviço.
Rosana argumenta ainda que a limpeza da escola é difícil, já que a área do terreno da creche é de 12 mil metros quadrados. “Enquanto nas outras unidades o pessoal demora uma manhã para fazer limpeza, aqui é necessário pelo menos dois dias”, sisplica.

Semasa deixa água jorrar na Fazenda

 

Peões da subprefeitura da Fazenda (no detalhe) fizeram caca

04/02/2011 – 00:00 – Atualizado em 04/02/2011 – 08:55

Peãozada da subprefeitura estourou cano e causou desperdício em rua da Fazenda

A aposentada Zilma Paiva Veiga, 53 anos, não consegue entender como o pessoal do serviço Municipal de Água de Saneamento (Semasa) de Itajaí deixou correr, por quase sete horas, um grande volume de água na frente da sua casa, na rua Cecília Brandão, no bairro Fazenda. No meio da tarde de quarta-feira, a peãozada da subprefeitura do bairro cavocava a sua calçada e acabou estourando um cano. Avisado, o Semasa somente apareceu no final da noite.
A água que jorrava na frente da casa de Zilma transformou sua calçada num chafariz. Como a vazão era muito forte, vários moradores telefonaram pro Semasa. “Passamos a tarde toda ligando e ninguém apareceu. Quando já era quase 22h, o pessoal veio”, contou a aposentada. “O que nos deixa mais indignados é que estamos sempre economizando água e quando acontece um vazamento desta proporção ninguém tem pressa de vir solucionar”, debulha.
Zilma disse ainda que a pessoa que atendeu sua ligação foi extremamente maleducada. “Acho que ela nem passou pra frente a nossa solicitação”, arrisca dizer. “Além disso, aqui é uma região que sempre tá faltando água por ser alto, e a gente é sempre muito consciente no uso”, lasca.

Subprefeitura
Ao contrário do Semasa, diz Zilma, ela foi prontamente atendida pelo subprefeito do bairro, Jailson Fernandes. “Não tenho o que falar da subprefeitura, que é sempre muito atenciosa com a gente. Mas o Semasa deixa muito a desejar”, alfineta.
Jailson contou ao DIARINHO que assim que recebeu a ligação já mandou sua equipe no local. “A obra está normal. O problema ali é que as manilhas passam embaixo da calçada dos moradores, porque a construção é antiga. Quebrar um cano na tentativa de achar o problema é normal”, alega, revelando que tem dias que chama o Semasa até três vezes pra consertar canos estourados pela sua peãozada.

Semasa tava com muito trampo(TRABALHO – Atividade física ou intelectual que visa a algum objetivo; labor, ocupação. O produto dessa atividade; obra. Esforço, empenho. Preocupação, cuidado, aflição:)
Murilo José da Conceição, da assessoria de comunicação do Semasa, afirma que as solicitações pra arrumar o cano estourado na rua Cecílio Brandão chegaram na autarquia entre 15h e 16h. “O conserto foi executado entre 21h e 22h”, informa.
O motivo de tanta demora, alega, é que na quarta-feira apareceu uma porrada de pedidos de socorro pra consertar vazamentos. “Ontem foi um dia atípico. Tivemos mais de 30 ocorrências só de vazamentos”, sisplica, sem saber dizer onde ocorreram outros canos estourados pela city(CIDADE – Designação das povoações de maior amplitude e importância. Conjunto dos habitantes da cidade. A parte central ou o centro comercial de uma cidade.).
Os números da emergência do Semasa são o 0800-645-0195, que é digrátis(GRATUITO – Aquilo que é feito ou concedido de graça ou espontaneamente; grátis: ensino gratuito. Desinteressado. Sem fundamento: acusação gratuita. Ato gratuito, aquele que, segundo alguns filósofos, se pratica com total liberdade, sem finalidade específica, sem causa aparente.) e funciona 24 horas por dia. Tem ainda o 3344-9000, das 7h às 13h, durante o verão.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Dois momentos do (des) governo Jandir Bellini…

  1. Prezado Gerd,

    Gostaria de saber quem é o funcionário do fórum que está sentando em cima há oito dias de um mandato de intimação da Prefeitura de Itajaí para comprovar o cumprimento da liminar de criação de vagas nas creches?

    Obrigado pela atenção,

    http://migre.me/8aWmX

  2. Concordo com você Rômulo, o nosso município está abandonado, administração atual, não consegue organizar-se,assistimos todos os dias cenas de incompetência.É uma pena Itajaí parou no tempo, e este tempo é do retrocesso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s