Estamos preparados para uma nova enchente?

Defesa civil I

A I Conferência Nacional de Defesa Civil e Assistência Humanitária realizada no final de março em Brasília teve a participação de 1.500 delegados, representantes de 18 estados e mais de mil municípios. 

Segundo informa o sítio eletrônico do evento “entre os temas que foram consenso estavam a criação da carreira de agente da Defesa Civil, a implementação do Fundo Nacional de Defesa Civil e a obrigatoriedade dos governos estaduais e municipais constituírem conselhos de Defesa Civil com a participação da sociedade.”

Dois pesos

A líder comunitária das vítimas do Morro do Baú em Ilhota, Tatiana Reichert, teve participação efetiva na organização desta conferência, fazendo parte da mesa organizadora dos trabalhos.

Já o representante da Defesa Civil de Itajaí, não foi ao evento e sequer enviou representante, alegando que já “sabia de tudo” do que seria tratado lá, conforme reportagem publicada no Diarinho .

Duas medidas

Os dois comportamentos, a de Tatiana, moradora do Morro do Baú, e a do major Sérgio Murilo, o incensado “técnico” do governo Jandir,revelam a diferença entre quem viveu e sentiu na pele a tragédia e  quem apenas acompanhou como técnico sem alma, destituído de uma visão humanitária e sem a menor noção da responsabilidade que lhe cabe.

Desdenha da célebre frase de Sócrates: “só sei que nada sei”.

Formulação que demonstra a humildade diante do desconhecido e a necessidade da busca permanente de novos conhecimentos.

Segue abaixo, opinião manifestada pelo professor Leonardo Rubi Rorig,biólogo, mestre em Oceanografia e doutor em Ecologia e Recursos Naturais, em ENTREVISTÃO do Diarinho deste final de semana, que desnuda a situação atual de nossa Defesa Civil:

“DIARINHO – O vale do Itajaí sofreu com uma enchente devastadora em 2008. Apesar de, na época, vários especialistas terem afirmado que a tragédia aconteceu por falta de planejamento das cidades, que deveriam ter mantido as matas ciliares de rios, por exemplo, as autoridades não parecem ter mudado as políticas públicas em função da prevenção de desastres. Por que o senhor acha que isso acontece?
Leonardo – É mais fácil para o poder público esquecer uma tragédia dessas e suas causas, porque apostam que essas coisas vão acontecer apenas esporadicamente. Infelizmente, a enchente foi uma tragédia anunciada. As coisas que aconteceram tanto em Itajaí quanto em Ilhota, Gaspar, já vinham sendo faladas pelo comitê do Itajaí e pelas universidades do vale há anos, e éramos chamados de loucos, quando não éramos ofendidos com aquele discurso pobre, dizendo que a gente era contra o progresso. Eu acho inadmissível que nós não tenhamos, depois de tantas enchentes, um sistema de alerta que pelo menos diga com um dia de antecedência ou com 12 horas de antecedência que uma casa vai ficar debaixo dágua, pras pessoas pelo menos salvarem sua dignidade e sua vida. Isso não é difícil. Os estudos, a metodologia pra isso já existe, dentro da Furb, da Univali e de órgãos públicos. E não se fez nada. Veio a tragédia, se fez um debate. Passou um mês, dois, três, e não aconteceu nada de efetivo. A gente não vislumbrou nenhuma solução”.

Para ler a entrevista na íntegra http://www.diarinho.com.br/materias.cfm?caderno=22&materia=5134

Anúncios

7 pensamentos sobre “Estamos preparados para uma nova enchente?

  1. Caro Gerd e demais,
    Esta é uma discussão ampla. Pois, não trata-se de uma catástrofe natural como sempre falamos, mas, de uma catástrofe humana. Se pararmos para pensar que o primeiro relato de enchente na região é de 1848, vemos que faz muito tempo que sofremos com este problema.
    Porém, apesar de sabermos que estes fatos são recorrentes em nossa região e em Itajaí, o que foi feito? Nada. Alguém sabe o que é a cidade de Itajaí? Do ponto de vista geomorfológico trata-se em mais de 40% do seu território de uma planície de inundação. Isto mesmo. Agora a culpa é de quem? Do rio/natureza ou do ser humano?
    Temos uma média de uma enchente a cada dois anos no Vale do Itajaí, isso mesmo, mas apenas nos lembramos das “grandes enchentes” e após que elas passam nos esquecemos e seguimos a vida para frente.
    Podia ficar escrevendo e trazer dados sobre este assunto. Farei isto em um outro momento.
    Abraços e parabéns pela iniciativa, pois, necessitamos muito de uma discussão ampla sobre Defesa Civi em Itajaí.

    att.

  2. É muito claro que não estamos preparados para outra enchente, na verdade não estamos preparados para nenhum evento da natureza que coloque a vida das pessoas em risco. Se não for esta a verdade, me mostrem alguma obra de prevenção e preparação que foi feita após 2008? Isso acontece porque primeiro precisa ser atendido aqueles a que se deve favores, aqueles a quem o que importa é unicamente a si mesmo, depois se der tempo e vontade vamos ver o que se faz com o povo. Sei exatamente o que estou falando… vivo isso no dia a dia. Tatiana R. Reichert- ADARB

  3. Pingback: Depois de três dias de chuva « O Menino que não Machuca

  4. Infelizmente não estamos preparados para uma nova enchente, na verdade não estamos preparados para nenhum tipo de adversidade que venha a nos acontecer. Se estou errada me mostrem qual a obra de prevenção feita após os desastres de 2008 ? Me provem que os laudos tecnicos onde se interdita determinadas areas estão sendo cumpridos? Queira Deus que não aconteça nada se quer parecido com o acontecido em 2008 ou teremos mais vitimas fatais… estas por causa de ações feitas em beneficios proprios e dos seus… infelizmente é assim que se governa … primeiro aos seus, depois ao povo como um todo. Sei o que falo , vivo isso no dia a dia. Tatiana R. Reichert – ADARB ( Associação dos Desabrigados e Atingidos dos Baús – Ilhota)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s